Pertubações do Desenvolvimento e Autismo

As Perturbações do Espectro do Autismo ou Perturbações do Espectro Autista (PEA) são uma série de perturbações do desenvolvimento da criança caracterizadas por um conjunto de sintomas e provocadas por um problema a nível neurológico. A comunidade científica ainda desconhece exactamente o que causa este problema. Usualmente não existe nada na aparência da pessoa com PEA que a diferencie das outras pessoas, mas eles podem comunicar, interagir, comportar-se e aprender de formas diferentes das outras pessoas. As capacidades de pensar e aprender das pessoas com PEA podem variar desde o talentoso/funcional ao severo. As pessoas com perturbações do desenvolvimentos têm dificuldades na maioria das actividades de vida diária, nomeadamente ao nível da linguagem, mobilidade, aprendizagem, autonomia e vida independente. As perturbações do desenvolvimento podem aparecer em qualquer momento durante o desenvolvimento da pessoa e até aos vinte e dois anos de idade e geralmente mantém-se para toda a vida.

De entre as várias Perturbações do Desenvolvimento, o loco do apoio da AIA é essencialmente nas Perturbações do Espectro do Autismo:

- Perturbação Autística / Autismo;- Síndrome de Asperger;- Perturbações Pervasivas do Desenvolvimento / Autismo atípico.

Também apoiamos, na fase de intervenção precoce, pessoas com Deficiência Intelectual.


Uma pessoa com PEA pode apresentar

- Não ter reacção quando chamada pelo seu nome pelos 12 meses;- Não apontar para objectos mostrando interesse (apontar para um avião a voar) pelos 14 meses;- Não brincar a jogos do "faz-de-conta" (fazer de conta que alimenta uma boneca) pelos 18 meses;- Evitar o contacto ocular (desvia o olhar) e quer estar sozinha;- Ter dificuldades em entender os sentimentos das outras pessoas ou falar acerca dos seus próprios sentimentos;- Ter atrasos na linguagem e competências da fala;- Estar sempre a repetir palavras e frases (ecolália);- Dar respostas desconexas às perguntas;- Ficar aborrecido com coisas insignificantes;- Ter interesses obsessivos;- Abanar (sacudir) as mãos, balançar o corpo, ou rodar em círculos;- Ter reacções inesperadas a sons, cheiros, sabores, visual (cor/ luminosidade)e tacto de coisas.

- Não responder ao chamar pelo nome aos 12 meses de idade;- Evitar olhar para os olhos de outrém;- Optar por brincar sozinho;- Não partilhar interesses com outros;- Apenas interagir para obter um determinado objectivo desejado;- Ser inexpressivo ou ter expressões faciais não condizentes a situação;- Não compreender os limites do seu espaço pessoal;- Evitar ou resistir ao contacto físico;- Não ser confortado por outros em situações de aflição;- Ter dificuldade em entender os sentimentos das outras pessoas ou de falar acerca dos seus.

Exemplos de problemas de socialização relacionados com as PEA

Exemplos de problemas da comunicação relacionados com as PEA

- Atraso na fala e compreensão;- Repetição corrente de palavras e frases (ecolália);- Troca dos pronomes (ex. Diz "o" em vez de "Eu");- Dar respostas sem nexo às perguntas;- Não apontar ou responder apontando;- Usar poucos ou nenhuns gestos (ex., não gesticula o "adeus");- Falar de forma monocórdica, robotizada, ou cantada;- Não saber "fingir" (faz-de-conta) nos jogos (ex., não consegue fingir "alimentar" uma boneca);- Não entender piadas, sarcasmo, ou provocações.

- Alinhar brinquedos e outros objectos;- Brincar com briquedos sempre da mesma forma;- Gostar de partes dos objectos (ex. rodas);- Ser muito organizado;- Ficar chateado com pequenas alterações;- Ter interesses obsessivos;- Ter de seguir certas rotinas;- Sacudir as mãos, balançar o corpo ou rodar em círculos.

Exemplos de comportamentos e interesses inusuais relacionados com as PEA


Caso continue preocupado(a) peça ao seu médico o encaminhamento da sua criança para uma consulta especializada de desenvolvimento da criança que já existe em alguns centros hospitalares, ou para um especialista da área das perturbações do espectro do autismo.


Diagnóstico

O diagnóstico de PEA é difícil visto que não existem testes médicos ou análises ao sangue que o diagnostique. Os médicos baseiam o diagnóstico nos sintomas de comportamento e desenvolvimento.Os sintomas de PEA podem por vezes ser detectados antes dos 18 meses. Por volta dos 2 anos um diagnóstico por um profissional experiente é já confiável. No entanto, muitas crianças não tem diagnóstico fechado cedo o que as impede de ter a ajuda de uma intervenção precoce.
A AIA tem uma equipa multidisciplinar que pode auxiliar na fase de diagnóstico das Pertubações do Espectro Autista.
avaliações
Actualmente não existe cura para o autismo. No entanto, a investigação mostra que uma intervenção eficaz o mais cedo possível pode contribuir para melhorar bastante o desenvolvimento da criança. A intervenção precoce deve ser feita o mais cedo possível. As terapias de intervenção precoce têm por finalidade ajudar a criança nos aspectos de comunicação, motores e de socialização. É muito importante discutir com o seu médico a sua suspeita de perturbações do espectro autista ou de outro problema do desenvolvimento.
A AIA e sua equipa de profissionais de saúde realizam diversas terapias que podem ser importantes como pessoas com PEA.
terapias

Tratamento